Museu d’Orsay [Paris]

voltar ao índice Paris

Visitar museus não é o programa predileto dos viajantes. Algumas pessoas vão aos museus apenas para cumprir a programação, pois não fica bem desdenhar um Museu do Prado ou um Louvre. Mas o Musée d’Orsay é uma exceção. Seu projeto arquitetônico e as peças expostas criaram um espaço interessante mesmo para quem não gosta de passar o tempo olhando obras de arte. Seus quadros são belos e famosos. A coleção ficava antigamente no pequeno Museu Jeu de Pomme, que foi fechado. São tantas obras famosas que é quase um jogo tentar lembrar onde foi que já vimos os quadros que encontramos em suas salas. O salão principal é grandioso e bonito. Seu desenho moderno foi resultado da remodelagem da Gare d’Orsay, antiga estação de trem.

museu dorsay - foto polemikos

Eu recomendo ir direto para a área no fundo à esquerda. Pegue as escadas rolantes no fundo museu e vá para o 5º andar. É show! Trata-se da maior concentração de quadros de impressionistas que eu conheço. Degas, Van Gogh, Manet, Monet, estes nomezinhos todos proliferam nesta ala do museu. Como as máquinas digitais de hoje nos permitem tirar fotos dos detalhes dos quadros. Aqui vou eu fazendo as minhas.

museu dorsay - foto polemikos

Abaixo, a foto que tirei do quadro “A bebedora de Absinto”, de Edgard Degas, 1875. O brilho no alto da foto é um “defeito especial” introduzido pelo fotógrafo. É famoso o olhar perdido da viciada na forte bebida, cujo teor de álcool atinge 50%. Agora que o absinto voltou à moda, tomem cuidado.

museu dorsay - foto polemikos

E olhe lá! Um Van Gogh bem conhecido: “L’Église d’Auvers-sur-Oise”. Este é produto de sua fase mais famosa, quando saiu do hospício em Saint-Rémy e, nos dois meses até sua morte, trabalhou em Auvers produzindo setenta telas. Considerando que seus quadros no inflado mercado de arte valem pelo menos US$50 milhões cada um, neste pequeno período, o gênio gerou patrimônio de US$3,5 bilhões. Mas ele não viu um centavo de seu sucesso.

museu dorsay - foto polemikos

A foto abaixo é o detalhe de um quadro. Na foto e ao vivo (o quadro tem uns três metros de altura) parece que é fotografia. O quadro abaixo está no 2º andar. Não lembro seu autor (quem lembrar me informe por favor).

museu dorsay - foto polemikos

E um bonito detalhe das famosas bailarinas de Degas.

museu dorsay - foto polemikos

A empolgação era grande. Em frente ao Estudo de Mulher Nua (Étude de Femme Nue), de Fantin-Latour Ignace Henri Jean Théodore (1836-1904), peguei minha caderneta de desenho da Cicero Papelaria e documentei o quadro, desenhando com caneta esferográfica. Vejam o resultado abaixo. Agora, a obra de Latour está devidamente “imortalizada” em minhas anotações de viagem.

museu dorsay - foto polemikos

Depois de muito andar e ver muitos quadros, precisamos de alimento, que ninguém é de ferro. A lanchonete no canto do 5º andar é uma solução. Sua sala dominada pela estrutura do relógio externo, que funciona como janela, é um bom lugar para matar a fome.

museu dorsay - foto polemikos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *