Londres [dia 2: Catedral de St. Paul, Millennium Bridge, Tate Modern e The Globe]

ir para índice de Viagem a Londres

O passeio desse dia cobre a Igreja de St. Paul, a ponte Millennium, a galeria Tate Modern e o teatro The Globe. Veja o trajeto no mapa.

Londres

A igreja de St. Paul foi destruída e reerguida algumas vezes. O arquiteto Christopher Wren é um nome a se guardar. Depois do incêndio de 1666, que destruiu a igreja de St. Paul, Wren projetou a grandiosa versão que podemos ver hoje. A igreja é uma preciosidade pelos admiradores dos templos. Seu espaço definido em forma de cruz, amplo, com uma grande nave e transeptos em estilo medieval. É conhecida por cerimônias que só os ingleses sabem fazer, como o casamento de Lady Diana. Quem tiver fôlego, deve subir os duzentos e tantos degraus para ir à base do domo, chamada Galeria dos Sussurros devido a sua acústica super sensível. Seu subsolo possui curioso modelo de comércio com café, restaurante e loja de souvenires. Seu domo é muito bonito. As fotos são proibidas. Problema resolvido pela câmera do iPhone.

Londres

Se você tiver a sorte que tive de pegar a apresentação de um coral durante a minha visita, a impressão deixada pela bela igreja fica melhor ainda.

Londres

Depois de visitar a igreja, tomar rumo da Millennium Bridge. É boa caminhada em direção ao Tamisa. É bonita a vista da igreja ficando para trás.

Londres

E chegamos a Millennium Bridge.

Londres

A moderna ponte permite boas visões da cidade e do rio. Ao longe, dá para ver a Tower Bridge, que será visitada outro dia.

Londres

Tomando-se è direita na saída da ponte, chega-se à Tate Modern, o novo museu de arte moderna de Londres. Sempre há uma exposição “bombando” por ali. Também tem as mostras permanentes da controversa “arte moderna”. O prédio mais parece uma grande usina termoelétrica, com direito a uma “chaminé” de altura respeitável.

Londres

Museus de arte moderna tem uma variação muito grande quadros, esculturas e as avançadíssimas instalações. A exposição de “Nus Reclinados” traz obras instigantes.

Londres

A loja do museu é simpática e permite, por exemplo, comprar cópia impressa de um Kandinsky dos mais bonitos, que faz parte de sua coleção.

Londres

Aprecie o Kandinsky:

Londres

Depois de uma boa dose de cultura artística, uma caminhada pela beira do Tamisa e passa-se pelo vizinho The Globe, teatro onde Shakespeare encenava suas peças, que é mantido no estilo original.

Londres

E chega de atividades turísticas. É hora de partir para o restaurante, que jantar nas viagens também é lazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.