Bariloche [passeios] Villa La Angostura, Lagos Espejo e Correntoso

voltar ao índice de Bariloche

Viajar de carro ou ônibus entre Bariloche e San Martin de Los Andes é oportunidade ímpar para apreciar lindas paisagens de uma região premiada pela Natureza.


Exibir mapa ampliado

A sucessão de lagos, compondo belas vistas com as montanhas, impressiona o viajante brasileiro, mais acostumado com paisagens tropicais. É lindo. A Villa La Angostura, cerca de uma hora e meia de Bariloche, é pequena. É recanto preferido pelos mais abastados que desejam ficar longe da agitação de Bariloche. Perto de La Angostura há uma pequena estação de esqui: o Cerro Bayo. Para esquiar é melhor utilizar Cerro Catedral. Já vi esquiadores pegando o táxi para Angostura no final de um dia de esqui. Pode-se ir de ônibus. O passeio de Bariloche para San Martin custa por volta de 130 pesos (excursão) e é o dia inteiro porque são 205 km até lá e tem 40 km de estrada de terra (dica de Adriana).

Acompanhe abaixo o roteiro da viagem. Para ter uma idéia da beleza do lugar, dêem uma olhada nas fotos.

Para quem está em Bariloche olhando para o lago Nahuel Huapi, a saída da cidade é para a direita, na direção do aeroporto. Basta ir pela margem do lago que não há como errar. A estrada que sai de Bariloche é a Rota 237. Na extremidade leste do Lago Nahuel Huapi, Bariloche é vista ao longe com as montanhas com neve de fundo. Depois de atravessar o Rio Limay surge o entroncamento para se tomar a Rota 231 e seguir para oeste em boa estrada de duas pistas que logo nos mostra os Andes ao fundo antecipando o extraordinário visual da viagem.

Bariloche

Impressiona a vista panorâmica que surge quando a estrada encontra o Brazo Huemul, um braço do Lago Huapi que avança terra adentro formando a península Huemul. A combinação de montanha, lago e neve ao fundo é maravilhosa.

Bariloche

Daí para frente, a estrada acompanha a margem do Lago Nahuel Huapi, passando pela entrada para Cerro Bayo, pequeno centro de esqui, antes de chegar à Villa La Angostura, com população de apenas 6.000 habitantes. A estrada continua exibindo belas vistas do Lago Espejo à sua esquerda.

Bariloche

Bariloche

Mais adiante, contorna o extremo norte do Lago Correntoso e muda bruscamente de direção, voltando para o leste. Depois de Quintupuray, surge à esquerda a entrada para a Rota 234, ou Rota dos Sete Lagos. Por ela, avançamos para o norte em busca de San Martin de Los Andes. Aí começa o trecho mais animado da viagem. A estrada é de terra e, dependendo da chuva e da neve, pode fechar. Convém se informar antes de partir. Pegamos uma época boa, apesar do inverno havia apenas lama, neve nas laterais da estrada e céu azul lá em cima. As vezes o terreno piora e a tração nas quatro rodas distribui lama para todos os lados, deixando a visibilidade difícil no pára-brisa.

Bariloche

Mas as coisas melhoram e, antes de voltarmos ao asfalto, atravessamos a bonita ponte sobre o Rio Pichi Truful.

Bariloche

Surge o asfalto e a estrada fica tranqüila novamente.

Bariloche

Depois disso, é chegar em San Martin de Los Andes, na margem do belo Lago Lacar.

Bariloche

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *