Bariloche [passeios] Junin de Los Andes, Vulcão Lanin, Lagos Huechulafquen e Paimún

voltar ao índice de Bariloche

A partir de San Martin de Los Andes há excelente passeio que nos leva a conhecer imenso lago encravado nos Andes, o impronunciável Lago Huechulafquen, e chegar junto ao vulcão Lanin. A sucessão de vistas panorâmicas é emocionante. O lago, de tão grande, parece um braço de mar. O vulcão é magnífico. No verão, podem-se fazer escaladas em sua encosta. Deve ser maravilhoso. Tivemos a visão de seu cume nevado sendo açoitado pelo vento. Um show.


Exibir mapa ampliado

A saída de San Martin de Los Andes para o norte é na direção oposta ao Lago Lacar. A cidade é pequena, tem 1 km de extensão a partir do lago até começar a Rota 234 na direção de Junin de Los Andes.

Bariloche

Logo no começo da viagem aparece o vulcão Lanin prometendo o show visual que assistiremos mais tarde.

Bariloche

Conforme nos aproximamos de Junin, o vulcão vai ficando mais destacado na paisagem.

Bariloche

Depois de passarmos por Junin, pequena e exageradamente tranqüila cidade, nos abastecemos em um posto Petrobras e, à esquerda, surge a Rota 61, uma bem conservada estrada de terra na direção do vulcão. E lá vamos nós.

Bariloche

O vulcão, agora, é magnífico. Na verdade, é uma cadeia de vulcões dos quais o Lanin é o maior.

Bariloche

A estrada de terra segue tendo a sua direita o Rio Chimeruin. O mapa informa que o Lago Huechulafquen deve aparecer a qualquer momento. E numa curva, aí está ele, parecendo mais uma ponta de mar com a superfície encapelada pelo vento.

Bariloche

A Natureza se exibe indiferente aos intrusos. Quando atravessamos a ponte, vemos pequena raposa correndo com um gato entre os dentes. Nos sentimos invasores da privacidade sagrada do lugar. Um show. Depois da ponte, chegamos à margem do Huechulafquen, maior lago do Parque Lanin, com 84 km2 de superfície.

Bariloche

A Rota 61 segue pela margem norte do lago proporcionando lindas vistas.

Bariloche

Este trecho da estrada é um espetáculo visual do mais alto nível. Em seu lado esquerdo, o lago Huechulafquen vai se desdobrando com paisagens belíssimas. Do lado direito, o vulcão Lanin, agora mais perto, se mostra vaidoso. O vento levanta a neve em sua encosta que, irrigada pela luz do sol, compõe imagens inesquecíveis.

Bariloche

Este é o momento em que chegamos o mais perto do vulcão.

Bariloche

Há outro caminho para apreciar o vulcão Lanin pela face norte, através da Rota 60. Não experimentamos, fica para outra vez. Já próximos a ligação entre os lagos Huechulafquen e Paimún, temos outra visão excelente do vulcão.

Bariloche

A estrada fica mais estreita a partir de Puerto Canoa. Atravessamos uma floresta com córregos, que o veículo passa facilmente.

Bariloche

Chegamos ao final do caminho, num posto da Guarda do Parque, já na margem do Lago Paimún.

Bariloche

Atrás de nós, a montanha está bonita e uma pequena cachoeira aparece entre as árvores. Pode-se ir a pé (15 minutos) para vê-la de perto.

Bariloche

Hora de retornar pela Rota 61 deixando o vulcão e seus lagos para trás.

Bariloche

Mas ainda restavam algumas emoções. Um descuido ao volante e o carro atola na lama traiçoeira do canto da estrada. Mesmo com tração nas 4 rodas não conseguíamos sair. Uma providencial pick-up de colegas de estrada argentinos, com um cabo de aço, resolve o problema. Por sinal, a cordialidade e paciência que os argentinos dedicam aos turistas brasileiros impressionam. Pode ser devido à boa visão de serviço de turismo. Mas parece ser mesmo o jeito desse povo simpático tocar a vida.

Bariloche

Antes de chegar a San Martin, o sol já bastante baixo produz efeito avermelhado em toda a paisagem. Um final de dia de férias irretocável.

Bariloche

One thought on “Bariloche [passeios] Junin de Los Andes, Vulcão Lanin, Lagos Huechulafquen e Paimún”

  1. Parab[ens,

    estou adorando tudo que leio na sua caderneta.
    O que vc acha melhor, alugar taxi ou alugar carro.
    Vou chegar dia 23/07 e ficar at[e dia 28/07.

    ana

    Respondendo: Oi Ana. Se você não for fazer passeios para fora da cidade (por exemplo, pelos Sete Lagos) o táxi ou os carros de aluguel por viagem (remises) são adequados. Boa viagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.